Por Victor Miller em abril de 2015

A discussão é quase tão antiga quanto o próprio mundo gamer desde a época do Mega Drive (SEGA) X Super Nintendo, já diziam que: “Gráficos não importam, o que importa é a diversão”. Mas, parece que na prática o público parece se preocupar bastante com a qualidade visual, e o melhor exemplo disso foi a polêmica que aconteceu com o tão aguardado jogo em mundo aberto da Ubisoft, Watch Dogs.

Para quem não ficou sabendo, relembrando o caso polêmico: Os trailers divulgados de Watch Dogs na E3 de 2012 mostraram uma versão do jogo com uma qualidade gráfica significativamente superior em diversos aspectos que sua versão final lançada em 2014. Posterior ao lançamento do jogo, com uma simples pesquisa é possível encontrar vídeos comparando ambas as versões do jogo. O engraçado é que o diretor do título, Jonathan Morin, declarou na época o inverso ao que era visto: “Não há quaisquer queda de qualidade, especialmente nas versões da nova geração. É o contrário. O que mostramos na E3 de 2012, em muitos aspectos, era pior. Acho que a questão está nos detalhes. Então, não há ‘downgrade*’”.

*Downgrade: Quando um jogo ou lançamento se apresenta inferior no aspecto visual, em comparação ao que foi mostrado em trailers anteriormente.

Rebuliço nas redes sociais

“Mesmo o Watch Dogs não sendo, nem de longe, tudo que foi prometido, ele cumpre bem a proposta” – Fábio Ferreira

Conforme no vídeo acima, as mudanças ficaram claras para muitos e isso gerou revolta na comunidade gamer do mundo inteiro, principalmente com quem esperava receber aquilo que assistiu no primeiro trailer de divulgação, visto que os donos do Playstation 4 e Xbox One estavam ansiosos com o lançamento do jogo que mostraria a grande potência gráfica da nova geração, o que lhes trouxe foi um sentimento de “enganação” por receberem um produto que não condizia com o que era anunciado. Claro que, por outro lado, tanto a mídia especializada na hora de analisar o jogo como um todo, quanto os jogadores não adeptos do “discurso binário”, disseram que a experiência foi boa e os gráficos são agradáveis, mesmo não se alcançando a qualidade apresentada anteriormente.

“Eu peguei a versão do PS4 e fiquei frustrado pela qualidade gráfica não ser a mesma dos vídeos apresentados. Mesmo o Watch Dogs não sendo, nem de longe, tudo que foi prometido, ele cumpre bem a proposta em ser um jogo de mundo aberto decente e cheguei a ficar viciado até platinar o jogo. O conteúdo do jogo te prende, a trilha sonora empolga, e é ótimo ficar vagando por Chicago, especialmente para completar as missões extras” – diz Fábio Ferreira de 28 anos ao EpicPlay.games.

“Eu acho que a experiência importa mais do que a qualidade gráfica. O problema é que a Ubisoft fez um marketing exageradíssimo se comparando a real qualidade do produto final, passando a impressão de que Watch Dogs ia deixar o “GTA V” no chinelo e ia ser a experiência mais épica já mostrada na atualidade do mundo gamer, etc. No fim das contas foi apenas mais um jogo. É um bom jogo? É. Dá pra se divertir com ele e tecnicamente é bem produzido, incluindo na qualidade gráfica. Só que não é, nem de perto, tudo que tentaram passar. Creio que a alta quantidade de vendas se deu exclusivamente pelo ‘hype’ que a Ubisoft causou e não a real qualidade do jogo. A empresa não pode criar uma expectativa enganosa com seus consumidores dessa forma, além de que negar o óbvio [se referindo a declaração de Morin] acaba manchando sua imagem.” – diz Lucas Carvalho, gamer de 22 anos.

“Eu acho que a experiência importa mais do que a qualidade gráfica. O problema é que a Ubisoft fez um marketing exageradíssimo” – Lucas Carvalho

Vale lembrar que, apesar das polêmicas, Watch Dogs foi nomeado para quase duzentos prêmios, ganhando diversos deles e que as análises dos principais sites ao redor do mundo deram uma média de oito pontos, elogiando os combates; o sistema de hackear computadores, sendo que o protagonista pôde ver dados de praticamente qualquer personagem em seu smartphone; bons gráficos, tendo uma reprodução fiel da cidade de Chicago; jogabilidade simples e intuitiva; e um possível esforço da empresa em deixar o jogo livre de bugs e problemas de câmera. De negativo, citam personagens estereotipados, missões tediosas, história previsível e constantes “slowdowns”, ou as famosas quedas de framerate.

Watch Dogs foi disponibilizado para venda à diversas plataformas. Versões em português do Brasil dubladas e legendadas também estão disponíveis.

Deixe sua Opinião

Deixe sua opinião

Seu e-mail não será publicado. Os campos * abaixo são requeridos.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esqueci a Senha

Entre com seu nome de usuário ou e-mail. Você receberá pelo e-mail registrado um link que lhe criará uma nova senha.