Por Victor Miller em agosto de 2018

É verdade a maior parte dos gamers não jogam pensando no final de um jogo, mas que um bom desfecho acaba sendo a “cereja do bolo” para uma produção de excelência é algo que ninguém duvida. Afinal, nos dedicamos horas jogando, superando desafios e enfrentando chefes e assistir a um final ruim depois de tantas horas de dedicação é algo, no mínimo, frustrante.

No entanto, as desenvolvedoras nem sempre se preocupam com este ponto e, pensando nisso, nós da Epic Play decidimos selecionar os dez finais mais frustrantes em jogos que são muito bons.

10. Crash Bandicoot – Voando com o pássaro

O primeiro Crash Bandicoot é um clássico do Playstation 1 e, sem dúvidas, um dos melhores jogos de plataforma 3D da época 32/64 bits, vendendo quase 7 milhões de cópias e deixando muitas saudades dos gamers até seu retorno com o remake N.Sane Trilogy. No entanto, os finais desse jogo, tanto o normal quanto o secreto, deixam a desejar.

9. Sonic Mania Plus – Assistindo a explosão

Sonic Mania é outro jogo que caiu nas graças do público e vem para solidificar a fama do ouriço, além de ter apelo aos retrogamers e atingir a grande mídia, que só deu “notão” para o jogo.

No entanto, os finais possíveis são todos “simples demais”, se resumindo a uma ceninha de poucos segundos. Vários jogos do Sonic possuem finais épicos e o fato deste aqui não ter um causa um inevitável sentimento de frustração. Ficou devendo.

8. Until Dawn – Todos salvos

Until Dawn é, sem dúvidas, um bom jogo. Tudo nele é bem feito, como as decisões dos jogadores afetando diretamente o gameplay, a história, músicas, gráficos, dublagem e jogabilidade eficiente e envolvente.

Uma produção tão boa e um game considerado tão épico ter um final simplório onde os personagens simplesmente “se salvam” é bem frustrante.

7. Shadow Warrior 2 – Final que não explica nada

Bem recebido no mundo inteiro, Shadow Warrior 2 tem um dos finais mais decepcionantes desta lista, se resumindo a alguns pequenos diálogos no desfecho que não explicam absolutamente nada.

Numa tentativa de deixar um final “em aberto”, a desenvolvedora Flying Wild Hog acabou falhando em agradar os jogadores, já que ele não resolve nenhuma questão do jogo. A protagonista era do mal? O Wang foi engolido pelo demônio-dragão?

6. Tomb Raider III – Pegando um helicóptero

Hoje em  dia, a série clássica de Tomb Raider divide opiniões: há alguns que dizem ser um clássico atemporal, enquanto outros dizem que a aventura de Lara Croft acabou “envelhecendo mal”.

Independente de qual for a sua opinião, uma coisa é fato: o final de Tomb Raider III para o primeiro PlayStation é bem decepcionante: você foge em um helicóptero. Só isso. “The End”

5. No Man´s Sky – Chegando ao centro do Universo

Recebendo críticas mistas para positivas, talvez o No Man´s Sky não merecesse estar nessa lista por ser considerado uma decepção para muita gente, enquanto outros têm uma visão menos crítica.

No entanto, um fato é universal: o desfecho do jogo é um dos mais sem graças do universo dos games, mesmo para os que apreciaram o título. Você chega ao centro do universo e depois é teletransportado para uma nova dimensão. Pelo menos a música se salva.

4. Far Cry 5 – Final bom continua sendo ruim

Mais um jogo “bom em tudo”…ou quase! Far Cry 5 que tem ótimos gráficos, excelência em jogabilidade e modo multiplayer viciante. O problema é a progressão da história e os três finais que o jogo oferece, transmitindo aquele sentimento de “Sofri tanto nesse jogo pra isso?!”.

3. Borderlands – Cofre com chefe dentro

Borderlands conta com um final bem insatisfatório por não concluir o que o jogo propõe. Desde o começo, a missão designada é encontrar o cofre “Vault”, mas no final, você descobre um chefe dentro do cofre que fica selado dentro dele ao ser derrotado, e quando você faz isso, o jogo te diz que ele não será aberto durante 200 anos.

2. Ghosts´n Goblins – Apenas um parabéns

Voltando no tempo, Ghosts´n´Goblins ficou famoso no mundo inteiro pelo  alto nível de dificuldade, porém justo, além da jogabilidade fluida, sendo um dos maiores sucessos da Capcom.

Ao chegar no último chefe, você descobre que tudo não passava de uma ilusão e que você deve passar o jogo inteiro de novo com um nível de dificuldade ainda mais alto. Chegando nele novamente e derrotando-o, você tem o final que te parabeniza salvando a princesa.

“Parabéns, essa história teve um final feliz. Obrigado!”

1. Mass Effect 3 – Buracos no enredo

Dificilmente uma lista de jogos bons não tem o Mass Effect 3 como um final decepcionante. Vindo para fechar a trilogia muito bem recebida entre os gamers, o desfecho do terceiro título passa o sentimento de “Eu me dediquei tantas horas ao longo dos três jogos para isso?”.

Os games ficaram famosos por terem um estilo de “causa e efeito”, mas o final do terceiro se resume a opções de diálogos que não mudam em praticamente nada o que acontece. Ficou devendo

Deixe sua Opinião

Deixe sua opinião

Seu e-mail não será publicado. Os campos * abaixo são requeridos.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esqueci a Senha

Entre com seu nome de usuário ou e-mail. Você receberá pelo e-mail registrado um link que lhe criará uma nova senha.