Por Erika Sales Ramos em janeiro de 2019

E-sports pode ser considerado um futuro para muitos, tanto para uma juventude que sonha em ser jogador profissional quanto para a criação de novas equipes no meio. No Brasil se encontra o terceiro maior público, sendo líder na América Latina ficando apenas atrás da China e dos Estados Unidos, totalizando uma audiência de cerca de 17,7 milhões de pessoas, o equivalente a 8,5% da população brasileira. E se há público, logo, vale a pena ser investido.

Atualmente no Brasil, o E-sports ainda não é totalmente “legalizado”. No Brasil essa categoria ainda não é regulamentada em parâmetros nacionais, não tendo as mesmas obrigações que um time de futebol teria. Há a certificação do Ministério dos Esportes desde 2017 para a categoria de e-sports, porém, não tem o mesmo peso que uma lei para regulamentação teria que, inclusive, é visto como uma necessidade por muitas desenvolvedoras de jogos, pois com a regulamentação do segmento pode-se haver mais estímulo do público geral dando mais estabilidade aos jogadores e segurança às equipes que estão em ativa no cenário brasileiro.

No entanto, mesmo a categoria tendo um futuro incerto no país, a popularização dos e-sports no meio dos esportes, atraiu novos olhares nos últimos anos. Times do futebol brasileiro resolveram investir em criação de times para estas competições. Separamos algumas delas para que você conheça mais das equipes.

Santos FC

O Santos FC foi o primeiro time brasileiro a apostar no mundo dos e-sports com a parceria da equipe Dexterity em 2015, porém a parceria entre os times durou apenas dois anos. A separação ocorreu pelo fato do Santos acreditar que deveria criar um caminho de autonomia e que o ramo deve ser promissor ao clube, sendo assim, atualmente o grupo se chama Santos E-Sports.

O time é “novo” se comparado aos demais que estão competindo desde 2012. Suas maiores conquistas internacionais foram por meio do jogo de FPS da Eletronic Arts, o Battlefield. Além desse jogo, o Santos E-Sports compete com outros jogos, como, Call of Duty, CrossFire, Rainbow Six: Siege e League of Legends.

Valencia FC

Não foi apenas no Brasil que esta moda pegou, inclusive o clube espanhol, Valencia FC, também resolveu investir a partir de 2016, tornando-se Valencia Futebol Clube eSports. Ao contrário do Santos FC que iniciou com uma parceria, o clube iniciou o seu investimento no segmento independente de qualquer parceria.

Atualmente, o grupo está participando das competições de: Rocket League, Hearthstone, League of Legends e FIFA.

Corinthians FC

Assim como a maior parte dos times brasileiros, o Corinthians FC resolveu investir em parceria com uma equipe já atuante no meio do e-sports, que no caso foi a Red Canids. Porém, a parceria que havia sido iniciada em novembro de 2017 foi finalizada seis meses depois. Segundo notícias, a separação entre as equipes foi em comum acordo. Uma das supostas razões foi o fato que a equipe não estava rendendo em questão de classificações nos campeonatos, demonstrando que a parceria não estava funcionando para ambas as partes.

Apesar da breve parceria de seis meses, a equipe até então denominada como Red Corinthians ainda conseguiu participar do Circuito Desafiante de 2018 e do Campeonato Brasileiro de League of Legends.

Paris Saint-Germain FC

O time francês Paris Saint-Germain também não ficou de fora e iniciou uma divisão do clube para o investimento de e-sports em 2016. Enquanto alguns times desfazem parceria para ganhar autonomia, o clube então obteve uma parceria com a chinesa LGD Gaming para criação de uma equipe de Dota 2, tornando-se a PSG.LGD.

No momento, o clube participa das seguintes competições: Dota 2, FIFA, Rocket League e League of Legends.

A equipe é patrocinada pela Asus e pela empresa francesa PMU esports.

Flamengo FC

Em outubro de 2017, o grupo Flamengo anunciou oficialmente a sua mais nova divisão, sua equipe de e-sports que deu o primeiro passo entrando no Circuito Desafiante de 2018 de League of Legends. No mesmo ano, o clube contratou um dos jogadores mais reconhecidos no Brasil, o Felipe “brTT”, que esteve presente na equipe até então, e do também experiente jogador coreano Jisu.

O time conseguiu uma vaga no Campeonato Brasileiro de League of Legends 2018 com certa dificuldade, mas se manteve bem na fase de pontos se classificando em 2º lugar para a Escalada e conseguiu se classificar para final. Enfrentou a Kabum e perdeu, tornando-se vice campeã do campeonato.

Além de League of Legends, o clube também tem uma equipe para as competições do jogo de futebol PES.

Não parando por aí, os times de futebol brasileiros estão se firmando na área com frequência. Para citar outros nomes, temos os times Goiás, Atlético Paranaense, Remo, Avaí e ABC Futebol Clube, como exemplo. Quem sabe seu time do coração também entre no segmento ou já não esteja nessa lista?

Deixe sua Opinião

Deixe sua opinião

Leia nossos Termos e Privacidade antes. Entrar em uma conta?

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esqueci a Senha

Entre com seu nome de usuário ou e-mail. Você receberá pelo e-mail registrado um link que lhe criará uma nova senha.