Por Victor Miller em agosto de 2018

Talvez, os games sejam a vertente “audiovisual” que mais conseguem atingir nossas emoções. Afinal, diferente dos filmes ou dos livros em que recebemos a informação passivamente, nos consoles participamos do universo proposto de modo ativo e os protagonistas “ganham vida” graças a nossa interação.

Além disso, os jogos eletrônicos estão cada vez maiores e mais realistas, e muitos de nós ficamos meses nos dedicando a eles, levando a um inevitável envolvimento com os personagens e as situações. Somente você, que é gamer, pode entender “a força” que os jogos têm.

Por essa razão, selecionamos dez cenas mais emocionantes dos games. Evidente que é uma seleção, e se um título que você ama ficou de fora, deixe nos comentários.

Obs: A sessão contém SPOILERS.

Obs 2: Não estão em ordem de importância.

10 – Crisis Core: Final Fantasy VII (Zack)

Lançado para PSP, Crisis Core: Final Fantasy VII é um prólogo do jogo base que conta a história do Zack, soldado de primeira classe que trabalhou junto com Cloud Strife e Sephiroth.

Quem jogou o Final Fantasy VII no primeiro PlayStation sabe o que esperar da história de Crisis Core. Só que, mesmo “sabendo de tudo”, as pessoas tendem a se emocionar com o desfecho do game.

9 – Sonic Unleashed (Despedida de Chip)

Quem diria que um jogo do Sonic pudesse emocionar? Pois Sonic Unleashed é a prova disso!

Ao longo da aventura vemos o desenvolvimento da amizade entre o azulão e Chip, personagem que ficou, em termos de plot, exclusivo deste game. A separação de ambos no final é algo que emociona qualquer fã da série.

8 – Gears of War 2 (Dom e Maria)

Um dos objetivos do Gears of War 2 é que o protagonista Dom encontre a sua esposa, Maria. O reencontro entre ambos é, indiscutivelmente, uma cena emocionante, tanto no início por um momento de felicidade, quanto no final por um momento de angústia.

Muitos argumentam que a trilogia clássica “brilhava” não só pela violência gratuita, mas por uma história envolvente, personagens carismáticos e momentos emocionantes como o vídeo acima.

7 – Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots (Naomi)

Metal Gear Solid 4 coloca o protagonista Solid Snake em uma idade bem mais avançada quando comparado aos jogos anteriores, já que este game se passa em 2014, que coincide com o ano de lançamento do título.

Sem dúvidas, uma das cenas mais emocionantes é a morte da Naomi, que chega a emocionar até mesmo aqueles que não gostavam muito dela.

Para a cena ficar mais apelativa ainda, toca uma versão remasterizada da música “Enclosure” do primeiro Metal Gear Solid, sendo um “tiro” no coração dos nostálgicos e fãs da série.

6 – The Last of Us (Morte de Sarah)

Considerado por muitos um dos melhores jogos de todos os tempos, impressiona o quanto ele consegue ser envolvente e dramático, sendo que muitos dizem que esta cena é uma das mais fortes a nível sentimental.

5 – Valiant Hearts (Assassinato do protagonista)

Se passando no período da primeira guerra mundial, Valiant Hearts da Ubisoft é uma espécie de “jogo indie” feito por um estúdio profissional.

Com o clima de guerra, já é esperado que o game tenha uma ambientação melancólica, se refletindo também nos personagens vivendo situações bem extremas. Há mortes violentas e muito derramamento de sangue.

Mesmo com tudo isso, o desfecho é algo que consegue emocionar até mesmo os “corações mais gelados”.

4 – Life is Strange (Escolha o mundo ou o amor)

Life is Strange é um game com grande ênfase na narrativa que te dá um “turbilhão de emoções” ao longo dos cinco episódios.

Sem dúvidas, o momento mais emocionante é a escolha a ser feita no último momento do último capítulo.

3 – Undertale (Final pacifista)

Undertale é um daqueles games indies que surpreendem de modo muito positivo por você não “esperar nada” dele.

Feito praticamente por uma pessoa só, o Toby Fox, o jogo tem um visual bem simplista, sistemas antiquados, personagens com poucos quadros de animação e muitos diálogos em texto.

Tendo tudo para ser um “jogo chato”, este game entra facilmente em qualquer lista de “melhores jogos indies” pelo seu envolvimento, provando que mais do que os recursos que você tem, é como você os utiliza.

Assim como é possível um jogo ter ótimos gráficos, ótimo roteiro, ótima jogabilidade e simplesmente “não ser divertido”, o inverso também é verdadeiro.

Sem dúvidas, todos aqueles que chegaram no final bom, se emocionaram. Uma poesia em forma de jogo.

2 – To The Moon (Realizando um sonho)

Outro que não podia faltar na lista, este também surpreende por ter sido desenvolvido no RPG Maker e ter chegado de forma “tímida” ao Steam.

To The Moon é, assim como o Undertale, mais uma prova de que limitações técnicas não impedem de você se emocionar e se envolver com os personagens. No entanto, é necessário jogar do início ao final para entender a força das cenas.

1 – The Walking Dead Season One (Lee se tornando zumbi)

Semelhante ao Life is Strange, o The Walking Dead da Telltale tem várias cenas surpreendentes, com momentos bem inesperados e “chocantes” que só jogando o game do início ao final para compreender tudo.

No entanto, o destaque vai para a última cena, que só aqueles que jogaram do início ao fim conseguem entender “o peso” dela.

Menções honrosas

Resident Evil CODE: Veronica (Morte de Steve)

Final Fantasy IX (A carta de Vivi)

Deixe sua Opinião

Deixe sua opinião

Seu e-mail não será publicado. Os campos * abaixo são requeridos.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esqueci a Senha

Entre com seu nome de usuário ou e-mail. Você receberá pelo e-mail registrado um link que lhe criará uma nova senha.